Notícias

Notícia

Franquias

Marcas conceituadas do mercado já investiram muitos anos em operações suntuosas, em amplos espaços e excesso de funcionários. No passado, quanto maior a operação maior o prestígio da marca e também sua rentabilidade. Essa época já passou e não deixou saudades. Ser grande já não é sinal de ser rentável e nem perene. Empresas inteligentes sabem que o acesso vale muito mais que a posse, e que grandes estruturas acabam sendo apenas custo pois tornam as empresas “pesadas” e lentas.

Equipes auto ajustáveis, espaços menores e mais eficientes, otimização da aplicação dos recursos e inserção de tecnologia para juntar todas essas frentes tornam-se mandatárias no mundo atual. Algumas empresas já estão considerando adotar, mesmo que de forma empírica, a metodologia Lean. Uma metodologia que foi desenvolvida há mais de 30 anos pela indústria automotiva japonesa e que foi atualizada e ampliada para outros setores da economia.

Hoje, adotar a metodologia Lean significa modernizar as operações, ter agilidade nas decisões, testar mercados e produtos com rapidez, melhorar a experiência do consumidor, ganhar eficiência operacional nas unidades – com a redução de números de funcionários, logística mais eficaz, redução dos estoques e outros – e também alcançar novos consumidores em mercados antes proibitivos por não comportarem estruturas grandiosas.

Trata-se de uma poderosa ferramenta para melhorar os resultados da operação e que permite otimizar recursos e reduzir desperdícios e investimentos em atividades e estruturas que não geram retorno para a companhia.

Aqui no Grupo BITTENCOURT já adotamos o modelo Lean para alguns de nossos clientes, e aplicamos o que chamamos de Lean Concept, uma forma inovadora de desenvolver novos modelos de negócios que permitem uma expansão mais acelerada e com mais resultados.

E por ser um conceito otimizado, os modelos de negócios desenvolvidos com o Lean Concept acabam por serem viáveis em mercados menores, mas com potencial de consumo para as marcas. Como resultado, ainda se ganha uma nova camada de consumidores ávidos por novidades e prontos para consumir.

Muitas empresas fecharam nos últimos anos porque não deram a atenção efetiva à eficiência da operação e ao controle de custos, a introdução da atuação Lean é uma forma de suprir essa necessidade de revisão de padrões de negócios e ganho de eficiência.

Na prática, a empresa pode reduzir o espaço físico da loja uma vez que não precisa de grandes estoques, podendo oferecer os produtos por meio de prateleiras infinitas – ou seja, o e-commerce praticando na loja física – ou mesmo focando apenas na venda de seus best sellers. Pode reduzir equipes, fazendo que o vendedor desempenhe não apenas a função de vender o produto mas também a de fazer o checkout do cliente uma vez que tem a tecnologia como ferramenta para cobrar e finalizar a venda.

Por Lyana Bittencourt - sócia-diretora da Bittencourt, consultoria especializada no desenvolvimento e expansão de redes de franquias e negócios, coligada ao Grupo GS& Gouvêa de Souza.

Receba novidades

Informe seu e-mail para receber novidades e ficar por dentro de tudo.