Sua empresa tem dívida bancária? Sindilojas e ASBAN firmam convênio

1ª Câmara de Conciliação e Mediação para resolução de conflitos financeiros à disposição dos associados

O Sindilojas firmou convênio com a ASBAN (Associação de Bancos), para que os associados possam utilizar a 1ª Câmara de Conciliação e Mediação – Centro de Resolução de Conflitos Financeiros (1ª CCM – CRCF), situada na associação. Os associados ao Sindilojas poderão promover conciliações e mediações para resolução de conflitos financeiros, entre outros, de forma consensual com aplicação de métodos mais céleres e menos onerosos.

Segundo o presidente do Sindilojas, José Carlos Palma Ribeiro, a Câmara de Conciliação e Mediação traz solução rápida, econômica e satisfatória para as partes. “Para o Poder Judiciário, existe um ganho extraordinário que é o desafogamento das varas judiciais. Os juízes terão condições de se dedicarem a casos mais complexos, nos quais o acordo é inviável, e não gastarão horas para despachar um processo que pode ser encerrado num acordo”, avalia o presidente do Sindilojas.

Para o presidente da ASBAN, Mário Fernando Maia Queiroz, a 1ª Câmara é um projeto inovador, desenvolvido a partir de estudos e vai de encontro com a legislação vigente. “É importante ressaltar que também oferecemos a conciliação virtual voltada para questões de pequeno valor como problemas de fornecimento inadequado, devolução de alguma quantia paga, entre outros. Essa conciliação possui os mesmos efeitos jurídicos da presencial. As partes são acionadas via e-mail e o acordo é homologado por um conciliador que estará de plantão. Ao final, será expedida a ata com autenticação e cada parte deve imprimir a sua via. Esta serve também como documento executável se não houver o cumprimento, de alguma das partes, do que foi acordado”, explica o presidente da ASBAN.

A diretora técnica, Lívia Márcia Borges Marques Grama, explica que o prazo previsto na legislação para a resolução de conflitos na Câmara é de 60 dias, enquanto no judiciário a primeira audiência de conciliação e mediação pode levar até 1 ano ou mais. “Há um grande benefício tanto em economia, quanto em celeridade para as partes. Todo este processo reveste-se de grande importância para as questões oriundas das relações financeiras, pois proporcionará a normalização das relações com os clientes, a fidelização desses mesmos clientes e o aumento na qualidade das carteiras de crédito. É neste contexto que a Primeira Câmara de Conciliação e Mediação – Centro de Resolução de Conflitos Financeiros (1ª CCM – CRCF), primeira câmara privada com foco na administração de conflitos financeiros credenciada a um Tribunal de Justiça, atuará”, conclui a responsável técnica.

Via Ascom Sindilojas Goiás